segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

Um dia...




Um dia já fui Tágide...
Musa do rio...
Encantadora de homens...
Sedutora de corações...

Hoje sou uma pedra,
Onde repousam sereias,
Acostam barcos,
E as mais pequenas ondas cobrem-me
Sempre que Neptuno se enfurece...

Amanhã, que serei eu...?
Se alguém sabe, melhor é que não diga...
Que graça teria a vida sem mistérios?

Feliz Ano Novo

Sei Lá!

******************************

Vou trocar de pilhas...
não sei se ainda se fazem para este modelo,
que já tem uns anitos... enfim...
Voltarei com umas novas, ou não...
Sei Lá Eu!

sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

Princesa ou cortesã…? II

Uma prenda, porque já é quase Janeiro

Percorro os claustros, devagar, ouvindo os meus passos que ecoam nas pedras frias e o ruído das saias que arrastam pelo chão… a noite já se pôs e o frio começa a invadir-me o corpo e a alma…

Dirijo-me aos meus aposentos, abro a porta e o calor da grande lareira recebe-me nos seus braços… as chamas reflectem nas paredes manchas de cor vermelha e amarela… a cama parece estar a arder… as sombras difusas movem-se dançando…

Das altas janelas avisto o rio que corre suavemente, espelhando as estrelas… rio da minha vida, rio da minha alma… e as sombras do bosque escuro e denso… a Lua começa a espalhar uma leve claridade prateada…

Sento-me no meu leito, os pés não tocam o chão… vejo-os abanar e solto os sapatos… a minha mente não se concentra no que vejo, ou no que faço, parece distante, longe de mim… recolho os joelhos até ao peito e deixo-me ficar abraçada a eles, olhando as chamas que crepitam na lareira…

Espero que o calor me invada e me percorra a pele… de pé, junto à lareira, vou tirando as longas vestes que me cobrem… deixando-as cair no chão, como folhas mortas, cansadas… (ou serei eu que estou cansada…?)

Volto ao leito, a Lua espreita-me, atrevida, pela janela… Que me queres tu? Não vês que estou só? Vai-te daí que me cegas… Maldita mania de me espreitares no leito… viro-lhe as costas e vejo a minha sombra projectada na parede, fecho os olhos e deixo-me levar nos braços de Morfeu…


Sonho… sonho que me beijas, que me tocas, que me sussurras doces loucuras ao ouvido… os beijos arrepiam
-me o pescoço, os dentes cravam-se num ombro… Aiii…

Abro os olhos e ali estás, meio despido, os traços recortados pelo luar e pelo reflexo das chamas… Que fazes aqui? Ainda nos apanham!... Schhhhhh! Princesa, hoje és minha!... afogas-me o protesto com um beijo violento e forte… vão-se-me as forças e a vontade de protestar… tua serei…e tu meu…

No silêncio da noite, com a Lua, as chamas e as suas sombras dançantes por cúmplices, cruzam-se os corpos, os beijos e os desejos, os espasmos e os orgasmos… dos corpos se faz calor, paixão, vulcão incandescente, numa cama já molhada…

Madrugada, pousas um beijo doce e suave nos meus lábios… sinto-te sair e deixo-me ficar exausta, suada, dormente sobre o leito… o teu cheiro ainda paira no ar… o teu sabor permanece na minha boca… a minha pele ainda te sente o toque, as carícias… deixo-me ficar sobre a cama, nua, embriagada de ti…e afinal quem sou eu…?

Princesa, ou cortesã…


(Um conto, um sonho, ou apenas um desejo, Sei Lá!?)

terça-feira, 25 de Dezembro de 2007

Prendinhas... pras meninas e pros meninos...

Estou cansadita do Natal... mas valeu a pena!


O Pai Natal apareceu e deu uma ajudinha na cozinha... coitado, ficou um bocadinho sujo, mas depois dei-lhe um banhinho...

Deitei-o nas palhinhas do presépio e deixou-se dormir... desculpem lá se ele já não foi a vossas casas... mas o Natal dura até ao Dia de Reis...


Aos meus amigos mandei estas Mães Natal... espero que tenham chegado bem...


Sei que uma se perdeu... deve ser por ser loira, vocês sabem como é... mas se a encontrarem, por favor, deem-lhe uma boleia... a piquena ainda se constipa...




Beijocas e um Grande Natal... Sei Lá!

segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007

Natal... hihihi

Este Natal ando tão cansada, que ainda faço uma dissertação sobre as broas de mel... e bato as fotocópias em castelo...



No entanto, queria dizer-vos que se ainda não pediram prenda ao Pai Natal, ou ao menino Jesus... podem sempre pedir um destes...





E já agora... tenham cuidado onde se sentam, tá?!





Beijocas da gata e Bom Natal



Sei Lá!

quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

Feliz Natal

Digam lá....





Com um Pai Natal destes…
…quem é que precisa de prendas???



Ahhhhhh!

E para não ficarem a chorar... tomem lá uma Mãe Natal...

Só têm de a tirar da bolinha...

hihihihihi





segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

Princesa ou cortesã…?


Percorro os claustros, devagar, ouvindo os meus passos que ecoam nas pedras frias e o ruído das saias que arrastam pelo chão… o entardecer escurece rápido, e uma ligeira brisa da noite faz-se sentir… sinto o arrepio na pele, mas é outro arrepio que me vem à memória… o arrepio de sentir a tua respiração quente na minha pele, o arrepio dos beijos no meu pescoço, nos meus lábios… o arrepio dos teus dedos percorrendo o meu corpo…

Ao longo deste claustro onde me enclausuro, oiço os meus passos que ecoam, e lembram-me a tua voz, o som dos teus beijos, as tuas gargalhadas quando troças de mim, da minha quase-ingenuidade… ecoando em mim…

Sento-me numa pedra fria … o frio percorre-me, provocando um estremecer… mas é de outros estremeceres que me lembro… sim, daqueles que me assaltam a cada orgasmo que me provocas, das quase convulsões em que me deixas… das ondas de tremores em que me pões quando me deixas à beira do orgasmo… e paras…

Aconchego as fartas saias no colo, e lembro-me quando pousas a cabeça nele… quando passas dos momentos de simples repouso aos beijos fortes com que me devoras e me pões em fogo… qual vulcão à beira de explodir…

Levanto-me de faces coradas, o meu coração parece querer saltar do peito… tal como quando vou ao teu encontro… chego a ter de parar para retomar o fôlego… o peito arqueja a cada respiração, o ar que lhe chega parece-me insuficiente… como quando me pões louca de desejo, à beira de implorar que me possuas…

A noite caiu completamente… no escuro céu as estrelas brilham, cintilantes, sem qualquer outra luz que as ofusque… lembram-me os teus olhos faiscantes de luxúria, de prazer… que quase me cegam com o brilho… o teu sorriso safado e desafiador…

Por ti e para ti serei sempre princesa, dama, cortesã…

Vem…

(Um conto, um sonho, ou apenas um desejo, quem sabe? Sei Lá!)

sexta-feira, 14 de Dezembro de 2007

Hoje...




Hoje queria ser a Deusa...

...mandar-te um beijo e ver-te senti-lo...

sentir-te estremecer...

abafar o teu silêncio com beijos...


Posso...?

terça-feira, 11 de Dezembro de 2007

Palavras para quê

Há coisas tão estúpidas que quase dispensam comentários... mesmo assim, deixo-vos alguns exemplos...

Na embalagem de Sabonete Dove:

“INDICAÇÕES: UTILIZAR COMO SABONETE NORMAL”


(Boa! Cabe a cada um imaginar para que serve um sabonete anormal!)





Em algumas refeições congeladas Iglo:

“Sugestão de Apresentação: DESCONGELAR”


(É só sugestão! De repente o pessoal pode estar a fim de lambê-la como se fosse um gelado!)




Num hotel que oferecia touca para o duche.

“Válido para Uma Cabeça.”


(Alguém muito romântico poderia colocar a sua e a da sua amada na mesma touca…)



Na sobremesa Tiramisú da marca Tesco, impresso no lado de baixo da caixa:

“Não inverter a embalagem”


(Oops!!... Leu o aviso…é porque já a inverteu!)




No Pudim da marca Mini Preço:

“Atenção: O pudim estará quente depois de aquecido”


(Absolutamente Brilhante!!)



Na embalagem da Tábua de Passar Rowenta:

“Não engomar a roupa sobre o corpo”


(Gostava de conhecer a infeliz criatura que deu origem a este aviso!)



Num medicamento (pediátrico) contra o catarro infantil, da Boots:

“Não conduza automóveis nem maneje maquinaria pesada depois de tomar este medicamento”


(Realmente todos os acidentes na construção civil, são por culpa das criaturas que tomam estes medicamentos)



Nas pastilhas para dormir da Nytol:

“Advertência: Pode provocar sonolência.”


(Pode não, deve! Foi para isso que as comprei!)




Numa faca de cozinha:

“Importante: Manter longe das crianças e animais de estimação”


(Será que lá os cães e os gatos são ninjas disfarçados? Nunca vi nenhum mexer em facas!)





Numa fileira de luzes de Natal:

“Usar apenas no interior ou exterior”


(Alguém me sabe dizer qual é a terceira opção?!)



Nos pacotes de amendoim da Matutano:

“Aviso: Contém Amendoins”


(Mania de estragar as surpresas!)



Numa serra eléctrica da Husqvarna:

“Não tente deter a serra com as mãos ou os genitais”


(Sem comentários!)





Como diria o Sam: Só coisas que maturmentam! :P


Sei Lá!

quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

Este ano não vai haver presépio!...


Lamentamos mas:

- Os Reis Magos lançaram uma OPA sobre a manjedoura e esta foi retirada do estábulo até decisão governamental ;

- Os camelos estão no governo;

- Os cordeirinhos estão tão magros e tão feios que não podem ser exibidos;

- A vaca está louca e não se segura nas patas ;

- O burro está na Escola Básica a dar aulas de substituição ;

- Nossa Senhora e São José foram chamados à Escola Básica para avaliar o burro ;

- A estrelinha de Belém perdeu o brilho porque o Menino Jesus não tem tempo para olhar para ela;

- O Menino Jesus está no Politeama em actividades de enriquecimento curricular e o tribunal de Coimbra ordenou a sua entrega imediata ao pai biológico;

- A ASAE fechou temporariamente o estábulo pela falta da manjedoura e, sobretudo, até serem corrigidas as péssimas condições higiénicas do estábulo, de acordo com as normas da UE .



Sei Lá!

sábado, 1 de Dezembro de 2007

O Douro e o DOC...

Tal como vos tinha prometido, aqui estão as fotos da minha viagem à região do Alto Douro Vinhateiro

A Casa do Brasão, turismo de habitação de excelente qualidade, em Tabuaço. Onde dormi como uma princesa...

A descer a serra o tempo estava assim...

Já junto ao Douro o nevoeiro começou a dissipar-se e o tempo foi ficando brilhante... até chegar ao restaurante DOC


Em mesa redonda, ou quadrada, a vista fabulosa está sempre presente


A vista do deck sobre o rio é fantástica




Depois de uma excelente refeição composta de
Uma entrada de Gambas panadas acompanhadas de uma salada excelente,
um Bacalhau com Broa em cama de legumes (uiii que ainda babo o teclado, hihi),
um Cabrito assado no forno,
tudo acompanhado de um Evel branco fresquinho...
e a rematar com um Queque de Mousse de Chocolate com gelado de Frutos Silvestres e Rum...
...apetecia-me era ficar ali no deck a apanhar sol e a sonhar...


Sei Lá!
Como un libro que no sabes el final,
Y te asusta lo que lees así la vida es.
Cuando naces ya te expones al dolor
Y de a poco y con valor logras crecer.
Como a un libro el corazón
Nos enseña que hay temor
Que hay fracasos y maldad
Que hay batallas que ganar
Y cada pagina el amor
Nos convierte en luchador
Si descubres lo común
No hay un héroe como tu .
Son muy pocos los que se arriesgan por amor,
Pero tu tienes la fe eso lo es todo.
No te caigas que vivir es aprender,
Que hoy hay nada que temer si crees en ti.
Como a un libro el corazón
Nos enseña que hay temor
Que hay fracasos y maldad
Que hay batallas que ganar
Y cada pagina el amor
Nos convierte en luchador
Si descubres lo común
No hay un héroe como tu.
Solo dios sabe donde y cuando
La vida nos dirá: lo has hecho bien
Solo, como un sueño,
solo, sabrás como vencer...
Como a un libro el corazón
Nos enseña que hay temor
Que hay fracasos y maldad
Que hay batallas que ganar
Y cada pagina el amor
Nos convierte en luchador
Si descubres lo común
No hay un héroe como tu ,
No hay héroe como tu.