sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Porquê...?!??

Porque é que uma introdução pode ser tão complicada de escrever...?
Sei Lá!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Inquietações...

... haverá luz ao fundo do tunel...?






Sei Lá!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Às vezes...

Parece que por muito que se torça o pescoço...



... o mundo está sempre de pernas para o ar...





Sei Lá!

sábado, 7 de janeiro de 2012

Refilices... ou As melhores coisas da vida são de graça?????

Eu sei que estamos em início de ano, altura em que toda a gente anda com um pico de esperança, ainda que no fundo todos nós sintamos um forte cepticismo… mas deixem-me desmistificar alguns mal-entendidos…
Recebi hoje esta imagem, que traduz muitas das mensagens que recebi no final do ano… dizem elas que as melhores coisas da vida são de graça… A sério???! Acreditam mesmo nisso…?





Ora vejamos:

Abraços, Sorrisos e Amigos
A realidade é que nem sempre é tão simples assim receber um abraço… e sorrisos? Anda toda a gente por aí a sorrir? É que eu ultimamente só vejo caras apreensivas… Imaginem que estão longe dos amigos, nem que seja 5 ou 10 km, é de graça ir ter com eles? Se eles vierem até nós, claro…

Beijos, Amor
Vocês andam pela rua a beijar as pessoas, ou elas a beijar-vos a vocês? É que eu conheço quem viva a muitos km de distância de quem ama e de quem quer beijar… como é que isso pode ser de graça…^_^

Família
Família? A sério??! Como é que a família é de graça??? Para casar custa uma pipa de massa, para ter um filho ainda mais, depois dele nascer são as fraldas, as papas, os médicos, a roupa, os brinquedos, o infantário, o colégio, a escola, a faculdade… DE GRAÇA!!!!!?????? E a casa? É que para ter uma família é preciso um tecto e com ele vêm as despesas…

Dormir
Dormir cai quase na categoria anterior… só dormir na rua é que é de graça, caso contrário é preciso ter uma cama, lençóis, edredon, máquina de lavar, paredes, tecto, enfim… uma casa e todas as despesas que ela acarreta! Ou então pagar um quarto de hotel… pois…!

Risos e Boas Lembranças
Não tenhamos nós algum dinheiro, para os gastos e mais alguma coisa, a ver se nos apetece rir… falem lá com um desempregado, ou com alguém à beira de perder a casa por não ser capaz de cumprir com o banco, e mesmo que lhes contem anedotas vão ver se eles têm vontade de rir… até as boas lembranças estão muito relacionadas com um padrão de nível de vida mínimo, alguém que viveu sem condições de vida, sem amor, sem comida, muitas vezes num ambiente de violência e agressividade, tem o quê de boas lembranças… os sonhos de sair dali, talvez…

Convenhamos… é muito bonito ter esperança e mandar mensagens encorajadoras aos amigos, mas sejamos realistas… hoje em dia só não pagamos para respirar, mas isso é só mesmo se pensarmos que o ar é de graça, porque na realidade já pagamos tantos impostos que até o ar deve estar pago…


Sei lá!