sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Mandamentos... ou pensamentos (cont.1)

Para 2011:

6. APOIAR OS AMIGOS


7. ESTAR SEMPRE PREPARADO PARA UMA INTEMPÉRIE



8. DESCANSAR MAIS...


... E já só faltam mais 2...
Sei Lá!

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Mandamentos... ou pensamentos (cont.)

Para 2011:
3. CONCENTRAR NO TRABALHO (Hummm... que é que eles querem dizer...?)


4. FAZER MAIS EXERCÍCIO (E não só na carteira...)

5. AJUDAR OS AMIGOS (Não se queixem...)




E como são 10 mandamentos, ainda faltam mais 5...
Sei Lá!

domingo, 26 de dezembro de 2010

Mandamentos... ou pensamentos

Como sempre, anda para aí toda a gente a fazer a wishlist, ou as declarações de intenções, para 2011... eu, para começar deixei de fumar, e já lá vão 18 longos dias... a ver vamos!



Mas encontrei um conjunto de mandamentos que achei bem giros, e como uma imagem vale mais de mil palavras, vêm ilustrados e tudo...

Para 2011:


1. EVITAR ARRANJAR CHATICES





2. ENCARAR NOVOS DESAFIOS


Como as imagens pesam muito, amanhã ou depois coloco mais...

Sei Lá!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Natal...



Que no teu Natal não te falte Amizade




Que no teu Céu não falte uma Estrela



Que no teu Olhar não falte aquele Brilho

E na tua Cama, a Companhia...
Sei Lá!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Visões... ou formas de ver...

A forma como um "Tuga" vê o mapa da Europa e arredores...


(cliquem na imagem para ampliar)



Sei Lá!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Há vícios que matam...


Viciados em computador não morrem, ficam offline...

Sei Lá!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

São os Sentimentos que Conduzem as Sociedades, não as Ideias


As sociedades são conduzidas por agitadores de sentimentos, não por agitadores de ideias. Nenhum filósofo fez caminho senão porque serviu, em todo ou em parte, uma religião, uma política ou outro qualquer modo social do sentimento. Se a obra de investigação, em matéria social, é portanto socialmente inútil, salvo como arte e no que contiver de arte, mais vale empregar o que em nós haja de esforço em fazer arte, do que em fazer meia arte.

Fernando Pessoa

Acho que está na hora de retomar a minha pesquisa... e terminá-la!


Sei Lá!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Inquietações divagantes...



Andava a navegar, diria melhor a divagar, pela net quando me deparei com estas pérolas... Sei Lá!


Ah, sei lá é uma das expressões mais antigas da humanidade para se referir à, sei lá...Ah, sei lá, pode representar 1001 coisas, como, sei lá. Esse artigo por exemplo, foi criado quando o autor estava em um momento, ah, sei lá, então resolveu abrir a desciclopédia e o resto, sei lá. Como podem existir muitos contextos diferentes, os dicionários outorgaram o direito de desmistificar tal expressão à Desciclopédia, visto que gastariam muitas páginas só com tal expressão.
Segundo as estatísticas, 99% da população mundial já respondeu dizendo, Sei lá, e 98% delas conseguiu convencer a pessoa com a resposta. Ah, sei lá, se encaixa perfeitamente em todos os momentos.
Porque? Sei lá!


Momentos, Sei lá
Consultório médico
Paciente: "Então Doutor...Essa doença tem cura?"?
Um médico: .Ah, sei lá!"
Tribuinal
Juiz: "Você está sendo acusado de matar sua sogra, bater na sua esposa e estuprar a tia dela, o que tem a dizer em sua defesa?".
Réu: "Ah...................Sei lá".
Padaria
Pessoa muito, ah sei lá: "Queria um pão"
Tipo da padaria: "Francês ou Baguete?
Pessoa: "Ah, sei lá!"
Igreja
Padre: "Conte-me de seus pecados"
cristão: "Ah, sei lá!"
Ao volante
Passageiro: "Ei, essa ponte aí está interditada!?"
motorista: "Ah, sei lá!"
Casamento
Padre: "Aceita Maria ... como sua legítima esposa?
Noivo: "Ah, sei lá!"
Hora da Morte
Co-Piloto: "Capitão, capitão, um urubu atingiu uma de nossas turbinas, estamos perdendo altitude. O que devo fazer?
Avião: Mayday, mayday, mayday
capitao: "Ah, sei lá!"
Hora do Sexo
Mulher ou não: "Amor, você gozou?"
Um marido ou não: "Ah, sei lá!"
Na escola
Professora: "Você tirou outro 0 em matemática!"
Aluno: "Ah, sei lá!" ou apenas
Na escola [2]
Professora: "Seu filho vai repetir de ano de novo! O que vocês têm a dizer?"
Os pais: "Ah, sei lá!"

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Inquietações... Porque é que as mulheres demoram tanto tempo no WC?


Não sei quem escreveu este texto, mas circula na net há já muito tempo, hoje não resisti a publicá-lo, porque acho que poucas pessoas teriam a capacidade de o descrever tão bem... Obrigada!


O grande segredo de todas as mulheres a respeito da casa de banho é que, quando eras pequenina, a tua mamã levava-te à casa de banho, ensinava-te a limpar o tampo da sanita com papel higiénico e depois punha tiras de papel cuidadosamente no perímetro da sanita.
Finalmente instruía-te: “nunca, nunca te sentes numa casa de banho pública!” E depois ensinava-te a “posição”, que consiste em balançar-te sobre a sanita numa posição de sentar-se sem que o teu corpo tenha contacto com o tampo.
“A Posição” é uma das primeiras lições de vida de uma menina, importante e necessária, que nos acompanha para o resto da vida. Mas ainda hoje, nos nossos anos de maioridade, “a posição” é dolorosamente difícil de manter, sobretudo quando a tua bexiga está quase a rebentar.
Quando *TENS* de ir a uma casa de banho pública, encontras uma fila enorme de mulheres que até parece que o Brad Pitt está lá dentro. Por isso, resignas-te a esperar, sorrindo amavelmente para as outras mulheres que também cruzam as pernas e os braços, discretamente, na posição oficial de “tou aqui tou-me a mijar!”.
Finalmente é a tua vez! E chega a típica “mãe com a menina que não aguenta mais” (a minha filhota já não aguenta mais, desculpe, vou passar à frente, que pena!). Então verificas por baixo de cada cubículo para ver se não há pernas. Estão todos ocupados.Finalmente, abre-se um e lanças-te lá para dentro, quase derrubando a pessoa que ainda está a sair…Entras e vês que a fechadura está estragada (está sempre!); não importa… Penduras a mala no gancho que há na porta… QUAAAAAL? Nunca há gancho!! Inspeccionas a zona, o chão está cheio de líquidos indefinidos e fétidos, e não te atreves a pousá-la lá, por isso penduras a mala no pescoço enquanto vês como balança debaixo de ti, sem contar que a alça te desarticula o pescoço, porque a mala está cheia de coisinhas que foste metendo lá para dentro, durante 5 meses seguidos, e a maioria das quais não usas, mas que tens no caso de…
Mas, voltando à porta… como não tinha fechadura, a única opção é segurá-la com uma mão, enquanto com a outra baixas as calças num instante e pões-te “na posição”…AAAAHHHHHH… finalmente, que alívio… mas é aí que as tuas coxas começam a tremer… porque nisto tudo já estás suspensa no ar há dois minutos, com as pernas flexionadas, as cuecas a cortarem-te a circulação das coxas, um braço estendido a fazer força na porta e uma mala de 5 quilos a cortar-te o pescoço!
Gostarias de te sentar, mas não tiveste tempo para limpar a sanita nem a tapaste com papel; interiormente achas que não iria acontecer nada, mas a voz da tua mãe faz eco na tua cabeça *“nunca te sentes numa sanita pública”*, e então ficas na “posição de aguiazinha”, com as pernas a tremer… e por uma falha no cálculo de distâncias, um finííííssimo fio do jacto salpica-te e molha-te até às meias!!
Com sorte não molhas os sapatos… é que adoptar “a posição” requer uma grande concentração e perícia.
Para distanciar a tua mente dessa desgraça, procuras o rolo de papel higiénico, maaaaaaaaaaas não hááááá!!! O suporte está vazio!Então rezas aos céus para que, entre os 5 quilos de bugigangas que tens na mala, pendurada ao pescoço, haja um miserável lenço de papel… mas para procurar na tua mala tens de soltar a porta… ???? Duvidas um momento, mas não tens outro remédio. E quando soltas a porta, alguém a empurra, dá-te uma trolitada na cabeça que te deixa meio desorientada mas rapidamente tens de travá-la com um movimento rápido e brusco enquanto gritas OCUPAAAAAADOOOOOOOOO!!
E assim toda a gente que está à espera ouve a tua mensagem e já podes soltar a porta sem medo, ninguém vai tentar abri-la de novo (nisso as mulheres têm muito respeito umas pelas outras).Encontras o lenço de papel!! Está todo enrugado, tipo um rolinho, mas não importa, fazes tudo para esticá-lo; finalmente consegues e limpas-te. Mas o lenço está tão velho e usado que já não absorve e molhas a mão toda; ou seja, valeu-te de muito o esforço de desenrugar o maldito lenço só com uma mão.
Ouves algures a voz de outra velha nas mesmas circunstâncias que tu “alguém tem um pedacinho de papel a mais?” Parva! Idiota!Sem contar com o galo da marrada da porta, o linchamento da alça da mala, o suor que te corre pela testa, a mão a escorrer, a lembrança da tua mãe que estaria envergonhadíssima se te visse assim… porque ela nunca tocou numa sanita pública, porque, francamente, tu não sabes que doenças podes apanhar ali, que até podes ficar grávida (lembram-se??)…. Estás exausta! Quando páras já não sentes as pernas, arranjas-te rapidíssimo e puxas o autoclismo a fazer malabarismos com um pé, muito importante!
Depois lá vais pró lavatório. Está tudo cheio de agua (ou xixi? lembras-te do lenço de papel…), então não podes soltar a mala nem durante um segundo, pendura-la no teu ombro; não sabes como é que funciona a torneira com os sensores automáticos, então tocas até te sair um jactozito de água fresca, e consegues sabão, lavas-te numa posição do corcunda de Notre Dame para a mala não resvalar e ficar debaixo da água.Nem sequer usas o secador, é uma porcaria inútil, pelo que no fim secas as mãos nas tuas calças – porque não vais gastar um lenço de papel para isso – e sais…
Nesse momento vês o teu namorado, ou marido, que entrou e saiu da casa de banho dos homens e ainda teve tempo para ler um livro de Jorge Luís Borges enquanto te esperava.“Mas por que é que demoraste tanto?” – pergunta-te o idiota.“Havia uma fila enorme” – limitas-te a dizer.
E é esta a razão pela qual as mulheres vão em grupo à casa de banho, por solidariedade: uma segura-te na mala e no casaco, a outra na porta e a outra passa-te o lenço de papel debaixo da porta, e assim é muito mais fácil e rápido, pois só tens de te concentrar em manter “a posição” e *a dignidade*.

*Obrigada a todas por me terem acompanhado alguma vez à casa de banho e servir de cabide ou de agarra-portas!

Passa isto aos desgraçados dos homens que sempre perguntam “querida, por que motivo demoraste tanto tempo na casa de banho?” …. IDIOTAS
Sei Lá!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Terapia de grupo


Quatro pacientes estão reunidos.

O terapeuta pede que todos se apresentem, digam qual é sua actividade e que comentem porque a exercem.

O primeiro diz:
- Chamo-me Francisco, sou médico porque me agrada tratar da saúde e cuidar das pessoas.
O segundo apresenta-se:
- Chamo-me Ângelo. Sou arquitecto porque me preocupa a qualidade de vida das pessoas e como vivem.A terceira diz:
- Chamo-me Maria e sou lésbica. Sou lésbica porque adoro mamas e rabos femininos e fico louca só de pensar em fazer sexo com mulheres.
Faz-se um silêncio e então o quarto diz:
- Sou o Manuel Joaquim e até há pouco achava que era pedreiro,
mas acabo de descobrir que sou é lésbica...


Sei Lá!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Neste final de semana...


Não me peçam nada, que eu estou tão cansadaaaaa....


Sei Lá!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

E com isto tudo já são 4...

É inacreditável como o tempo passa... faz hoje 4 anos que abri este cantinho!


Tanta coisa mudou na minha vida nestes 4 anos... até a disponibilidade para andar por aqui...


Deixo-vos um doce para comemorar, e prometo voltar...


Sei Lá!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

A racionalidade é lixada...


As pessoas, a mim, só me decepcionam à 1ª vez...


Sei Lá!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Agora já percebi...

... porque é que deixei de ler...




Sei Lá!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Acabaram-se as férias...

Por este ano... acabaram-se!

Nem sequer me posso queixar, foi dos melhores anos... quer em termos de quantidade, quer de qualidade, quer de diversidade... com tudo isto fica a... saudade, claro!

Apetecia-me mais... apetece sempre mais, mas por este ano acabou.

Agora de volta ao trabalho pode ser que consiga arranjar mais um bocadinho para me passear por aqui... não pode ser muito, que temos isto tudo bloqueado, mas enfim!


Talvez seja do friozinho que se instalou de repente, mas este Outono está a apetecer-me blogar... :P



Sei Lá!


terça-feira, 5 de outubro de 2010

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Antes assim...

Há alturas em que mal "aterramos" das férias e já andamos a correr... é o meu caso desta vez... cá ando eu para cima e para baixo, de mala aviada... bem... antes assim, do que estar feita alforreca sentada à secretária sem saber muito bem o que fazer... acreditem ou não, mas até já me faz confusão ficar à secretária... :S



Here we go again...
Sei Lá!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

2... já são 2



Parece que foi ontem... ou que foi a vida toda... uma existência.


O sentimento é estranho, a incapacidade de recordar outra vida que não esta a 2, a nossa, também!


Só posso dizer-te o mesmo que te disse à 2 anos:


"Ainda bem que vieste...!"

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Está quase...


... a acabar... para o ano há mais...


Sei Lá!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Vou...


Ali e já volto...

Sei Lá!

domingo, 29 de agosto de 2010

Está quase...



Já comecei a contagem decrescente... :-))

Sei Lá!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

A Maia...

Estava um Sábado abafante, mas o compromisso tinha sido assumido e lá fomos nós... encontrámos, mergulhado no pinhal, o albergue da AOAAA... mais de 200 cães, cadelas, cachorrinhos e "séniores"... procurávamos por uma companhia para uma idosa muito especial... perdemo-nos durante largos minutos por entre as cercas, no meio de uma "canzoada" ensurdecedora...


Eis senão quando a vimos, muito caladinha, apenas metendo a cabecita pelos buracos da rede a pedir um mimo... entrou-nos logo no coração, e...


A Maia tem uma vida nova!
Não posso passar sem deixar aqui um louvor ao trabalho voluntário desenvolvido pelas pessoas que compõem a AOAAA, que de forma perfeitamente abnegada dedicam o seu tempo a cuidar daqueles animais, para eles e elas o meu abraço sincero.

sábado, 14 de agosto de 2010

Se não houver engano...

Este fim de semana lá estarei...


Sei Lá!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

ISFJ... quê?

Estive a fazer um teste para determinar o Tipo de Personalidade e Temperamento... e até achei bem acertado. Deixo-vos aqui uma parte do relatório, vejam lá se concordam... Está em brasileiro, mas é o que há... :P




ISFJ (Aproximadamente 7-10% da população)

ISFJs são leais, devotados, compassivos e perceptíveis acerca de como as outras pessoas sentem. Eles são conscienciosos, responsáveis e apreciam ser úteis.
ISFJs são pessoas pragmáticas e realistas e preferem outros que sejam discretos e despretensiosos. Eles absorvem e apreciam usar um grande número de fa(c)tos. Com uma grande memória para detalhes, eles são pacientes com a fase de execução das tarefas. ISFJs gostam que as coisas sejam declaradas clara e explicitamente.
Porque eles têm uma forte ética de trabalho, eles aceitam responsabilidade por coisas que precisam ser feitas, se podem ver que suas a(c)ções de fa(c)to ajudarão. Eles são meticulosamente precisos e sistemáticos ao lidar com as tarefas. ISFJs normalmente são conservadores e com valores tradicionais. Eles usam o julgamento prático ao tomar decisões assim como eles também prestam estabilidade através da sua excelente perspectiva de senso comum.
Discretos e modestos, ISFJs são sérios e trabalhadores. Eles são amáveis, compreensivos, sensíveis e apoiadores de amigos e colegas. Eles gostam de se preocupar com os outros e preferem ajudar de maneiras práticas e tangíveis. Eles usam amabilidade pessoal para comunicar e relacionam-se bem com as pessoas em necessidade. ISFJs tendem a não mostrar os seus sentimentos particulares, mas apresentam uma reação intensamente pessoal à maior parte das situações e eventos. Eles são protetores e devotados aos seus amigos, apresentam mentalidade prestativa e são comprometidos a atender as suas obrigações.



Eu até achei que encaixava...



Sei Lá!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Inquietações... ou não!

Para os mais cépticos ou pessimistas, venho informar que......


O mundo não acaba em 12-12-2012 ... porque tenho uma lata de ananás que expira em 2013!
.
Sei Lá!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Dedica-te à pesca, pá!


Mas também não tem de ser já e aqui, pá...!


Senão ainda és multado...

Sei Lá!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Nem sei o que diga...

Antes de balde...



... que ser multado...?





Sei Lá!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Fama...



Hoje cheguei a uma "brilhante" conclusão:

Provavelmente nunca chegarei a ser famosa, nem mesmo QUANDO me sair o Euromilhões (aí sou eu que não quero, mas enfim...).

E porquê, podem questionar-se vocês... porque me falta um dos requisitos: A Estupidez!

Senão, vejam o brilhantismo destas afirmações:

"Não é a poluição que agride o meio ambiente: são todas estas impurezas no nosso ar e na nossa água que o fazem."(Pamela Anderson)

Estão a ver... eu até podia ter um par de mamas maior que umas meloas gigantes... mas não era capaz de dizer algo de tão fantástico! ou isto:

"Cada vez que vejo, na televisão, estas pobres crianças do mundo a morrer de fome , não consigo evitar o choro. Quero dizer, gostaria de ser tão magra quanto elas, mas sem todas aquelas moscas, a morte e tudo o resto..."(Mariah Carey)

Eu gostava de emagrecer... mas de preferência não no cérebro, estão a ver...


Sei Lá!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Por aí...



Sei que tenho andado afastada deste espaço e dos vossos... são fases da vida... se calhar esta está a passar... sei lá eu!


Gosto de viver a vida à medida que ela se me vai apresentando, sem stress e sem ansiedade pelo que há-de vir... mas sorvendo cada minuto e cada sensação...


Ultimamente tenho viajado bastante, por isso deixo-vos algumas imagens das minhas últimas viagens... quando puder e tiver oportunidade vou aparecendo...



Sei Lá!

quarta-feira, 30 de junho de 2010