segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Simplicidade....


Dedicado a um amigo que também gosta... pelo menos um, que eu saiba ;-)

Quando tinha 14 anos, esperava ter uma namorada algum dia.


Quando tinha 16 anos tive uma namorada, mas não tinha paixão. Então percebi que precisava de uma mulher apaixonada, com vontade de viver.
...
Na faculdade saí com uma mulher apaixonada, mas era emocional demais.

Tudo era terrível, era a rainha dos problemas, chorava o tempo todo e ameaçava suicidar-se. Então percebi que precisava de uma mulher estável.

Quando tinha 25 encontrei uma mulher bem estável, mas chata. Era totalmente previsível e nada a excitava.

A vida tornou-se tão monótona, que decidi que precisava de uma mulher excitante.

Aos 28 encontrei uma mulher excitante, mas não consegui acompanhá-la. Ia de um lado para o outro sem se deter em lugar nenhum.

Fazia coisas impetuosas, que me fez sentir tão miserável como feliz. No começo foi divertido e eletrizante, mas sem futuro. Então decidi buscar uma mulher com algum tipo de ambição.

Quando cheguei nos 31, encontrei uma mulher inteligente, ambiciosa e com os pés no chão. Decidi casar-me com ela. Era tão ambiciosa que pediu o divórcio e ficou com tudo o que eu tinha.

Hoje, com 40 anos, gosto de mulheres com mamas grandes. E só.

Sei lá!

sábado, 24 de novembro de 2012

Outono, ponto de viragem...

Por agora acabaram-se as viagens para a serra e para o frio do centro do país... mas já começaram outras viagens... agora mais para Sul... só é pena não estar calor...


Começaram dois projectos novos e ambos a passar esta ponte fabulosa... 

Sei Lá!

terça-feira, 6 de novembro de 2012

sábado, 6 de outubro de 2012

A vida não anda fácil, nem para os blogues...

Pensava eu que teria mais um bocadinho de disponibilidade para andar por aqui, escrever alguma coisa e até visitar-vos... mas a vida nem sempre nos faz a vontade!

Cheguei das férias e tinha um acidente na cozinha, para além de ter o trabalho já à minha espera e em ritmo acelerado... de mala feita, e agora é para cima e para baixo, ai Deus!... e para ajudar à festa, 2ª feira começa o Doutoramento... isto está bonito, está!

Vou tentar não desaparecer...

Sei Lá!

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Dunas, são como divãs...


Terra Estreita, 12 de Setembro

A praia como eu gosto dela...

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Bom Dia!!                                                                                                               


Sta. Luzia, 7.15 da manhã...

domingo, 2 de setembro de 2012

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Hoje perdi-me...

... a ouvir isto... e soube-me tão bem...


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fim do Dia (no Lado Quente da Saudade) Mafalda Veiga


Esperei-te no fim de um dia cansado
À mesa do café de sempre
O fumo, o calor e o mesmo quadro
Na parede já azul poente

Alguém me sorri do balcão corrido
Alguém que me faz sentir
Que há lugares que são pequenos abrigos
Para onde podemos sempre fugir

Da tarde tão fria há gente que chega
E toma um café apressado
E há os que entram com o olhar perdido
À procura do futuro no avesso do passado

O tempo endurece qualquer armadura
E às vezes custa arrancar
Muralhas erguidas à volta do peito
Que não deixam partir nem deixam chegar

O escuro lá fora incendeia as estrelas
As janelas, os olhares, as ruas
Cá dentro o calor conforta os sentidos
Num pequeno reflexo da lua

Enquanto espero percorro os sinais
Do que fomos que ainda resiste
As marcas deixadas na alma e na pele
Do que foi feliz e do que foi triste

Sabe bem voltar-te a ver
Sabe bem quando estás ao meu lado
Quando o tempo me esvazia
Sabe bem o teu braço fechado

E tudo o que me dás quando és
Guarida junto à tempestade
Os rumos para caminhar
No lado quente da saudade

Sei Lá!

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Ausências...



Tenho andado muito arredada daqui, eu sei... para aqueles que ainda vão passando por cá, as minhas desculpas.

Este é o meu blog mais antigo (sim, tive outros que alguns de vocês conheceram...) e aquele que mais me custa a abandonar, por isso tenho tentado mantê-lo com alguma vida... ainda que a balões de soro...

O meu tempo tem sido pouco e a ocupação muita... por isso, é só fazer as contas, como dizia o outro senhor... não me tem sobrado tempo, nem ânimo para aqui deixar algumas coisas ou para vos visitar.

Continuo de mala às costas, a percorrer telhadinhos, e este ano com mais intensidade do que era hábito, tenho viajado todas as semanas... por outro lado (como os mais atentos terão notado) acabei e defendi a tese de mestrado em Abril, mas como o "bicho-do-saber" tem a capacidade de se tornar insaciável... acabei por me inscrever para o doutoramento, e de repente recomeçou a correria... foi candidatura, carta de intenções, matrícula... enfim! um sem-fim de mais coisas para fazer!

Esta semana bateu-me a saudade deste cantinho e voltei para o revisitar... já não prometo nada, mas vou tentar voltar e visitar-vos também...

Até lá, um grande abraço de saudades...

Sei Lá!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Chiça...!

Mais de uma semana de férias e não parei de bulir... será que estou viciada?!?

Já tenho saudades de umas férias a sério!!!!!

Sei Lá!

domingo, 22 de abril de 2012

Finalmente...!

No fim de tanto tempo sem ter tempo... finalmente tive um fim de semana para mim... para além do aniversário da minha mãe, o meu fim de semana foi assim:


Exposição de carros antigos... e um concerto espectacular. 


O projecto chama-se Raízes e mistura a guitarra com o piano num diálogo quase inimaginável... o espectáculo? 
Diálogos com Carlos Paredes e Zeca Afonso 




...se o encontrarem por aí algures, não percam!!!!

Sei Lá!

terça-feira, 10 de abril de 2012

Sinto-me, assim...

... no topo do mundo!!







Sei Lá!





domingo, 8 de abril de 2012

Há alturas em que...

... parece que o nosso cérebro estupidifica...

Sei Lá!



segunda-feira, 26 de março de 2012

Já está marcada...

...para dia 9, a minha defesa...
depois conto como foi...

Sei Lá!





terça-feira, 20 de março de 2012

segunda-feira, 12 de março de 2012

Coisas da vida...


Isto de ir ao dentista...

... e ficar assim.... (ou pelo menos sentir-me assim...)

Não há direito!!!

Espero no fim ficar, no mínimo, com um sorriso assim...

Sei Lá!

quarta-feira, 7 de março de 2012

Uma questão de papéis...

Parece que Madonna vai casar de novo... desta feita com um modelo brasileiro de 23 anos, chamado Jesus Pinto da Luz (não sei se estão a imaginar os trocadilhos que este nome daria cá...)







... agora... ouvi dizer que ela só vai casar porque os papéis do casamento são muito mais simples do que os da adopção...




ahhhh! para além do mais a sogra é 14 anos mais nova que a noiva... pois!

Sei Lá!

segunda-feira, 5 de março de 2012

Estou indecisa...



Será que devo responder...?





Sei Lá!

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Finito!


YES!!!!!!!!!!

JÁ TÁ PRONTO!!!!!!!!!




Agora é só ir entregar na 2ª feira!!!!!!!!!!!!!

Sei Lá!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Whitney Houston - I Will Always Love You




Acho que é assim que a lembrarei sempre...

Sei Lá!

domingo, 5 de fevereiro de 2012

What...???!



introdução
s. f.

1. Acto de introduzir ou de introduzir-se.
2. Prefácio.
3. Estudo elementar de ciências naturais.
4. [Música] Sinfonia de abertura de uma ópera.

introduzir - Conjugar
v. tr.
1. Meter dentro.
2. Fazer entrar.
3. Importar.
4. Ser o primeiro vulgarizador de.
5. Estabelecer.
6. Causar.
v. pron.
7. Entrar.
8. Enraizar-se.

Vocês não acham que há aqui qualquer coisa de errado...??

Sei Lá!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Porquê...?!??

Porque é que uma introdução pode ser tão complicada de escrever...?
Sei Lá!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Inquietações...

... haverá luz ao fundo do tunel...?






Sei Lá!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Às vezes...

Parece que por muito que se torça o pescoço...



... o mundo está sempre de pernas para o ar...





Sei Lá!

sábado, 7 de janeiro de 2012

Refilices... ou As melhores coisas da vida são de graça?????

Eu sei que estamos em início de ano, altura em que toda a gente anda com um pico de esperança, ainda que no fundo todos nós sintamos um forte cepticismo… mas deixem-me desmistificar alguns mal-entendidos…
Recebi hoje esta imagem, que traduz muitas das mensagens que recebi no final do ano… dizem elas que as melhores coisas da vida são de graça… A sério???! Acreditam mesmo nisso…?





Ora vejamos:

Abraços, Sorrisos e Amigos
A realidade é que nem sempre é tão simples assim receber um abraço… e sorrisos? Anda toda a gente por aí a sorrir? É que eu ultimamente só vejo caras apreensivas… Imaginem que estão longe dos amigos, nem que seja 5 ou 10 km, é de graça ir ter com eles? Se eles vierem até nós, claro…

Beijos, Amor
Vocês andam pela rua a beijar as pessoas, ou elas a beijar-vos a vocês? É que eu conheço quem viva a muitos km de distância de quem ama e de quem quer beijar… como é que isso pode ser de graça…^_^

Família
Família? A sério??! Como é que a família é de graça??? Para casar custa uma pipa de massa, para ter um filho ainda mais, depois dele nascer são as fraldas, as papas, os médicos, a roupa, os brinquedos, o infantário, o colégio, a escola, a faculdade… DE GRAÇA!!!!!?????? E a casa? É que para ter uma família é preciso um tecto e com ele vêm as despesas…

Dormir
Dormir cai quase na categoria anterior… só dormir na rua é que é de graça, caso contrário é preciso ter uma cama, lençóis, edredon, máquina de lavar, paredes, tecto, enfim… uma casa e todas as despesas que ela acarreta! Ou então pagar um quarto de hotel… pois…!

Risos e Boas Lembranças
Não tenhamos nós algum dinheiro, para os gastos e mais alguma coisa, a ver se nos apetece rir… falem lá com um desempregado, ou com alguém à beira de perder a casa por não ser capaz de cumprir com o banco, e mesmo que lhes contem anedotas vão ver se eles têm vontade de rir… até as boas lembranças estão muito relacionadas com um padrão de nível de vida mínimo, alguém que viveu sem condições de vida, sem amor, sem comida, muitas vezes num ambiente de violência e agressividade, tem o quê de boas lembranças… os sonhos de sair dali, talvez…

Convenhamos… é muito bonito ter esperança e mandar mensagens encorajadoras aos amigos, mas sejamos realistas… hoje em dia só não pagamos para respirar, mas isso é só mesmo se pensarmos que o ar é de graça, porque na realidade já pagamos tantos impostos que até o ar deve estar pago…


Sei lá!