sábado, 30 de junho de 2007

Tá tudo louco...!



Já vos tinha dito que a blogosfera anda louca… num frenesim de nomeações, de prémios, de desafios e afins… mas há coisas que me ultrapassam, completamente, a capacidade de raciocínio… juro!

À conta desta fase, ainda tenho uma resposta guardada para a Marta (sim! não estou esquecida!), mas dada a urgência do prazo de uma outra, tive de arregaçar as mangas e alinhar os neurónios!

Surgiu há tempos uma eleição/votação para as 7 Maravilhas da Blogosfera, coincidindo com as 7 Maravilhas do Mundo e as 7 Maravilhas de Portugal… quando vi a menção à coisa até achei giro, nunca me passando pela cabeça ver-me envolvida no assunto!

Não me apetecia votar, aliás como não me apetece votar para as outras maravilhas que por aí andam… não estou numa fase participativa, nem me estava a apetecer tomar decisões sobre coisas, que nem sequer me aquecem nem me arrefecem… mas entalaram-me e bem!

Não sei bem por alminha de quem, mas o Diabinho foi o 1º que se lembrou de mim para tal efeito… será que já se lhe torraram os neurónios no deserto e com os calores dos infernos…?

Depois as Gajas Podres de Boas decidiram pregar-me a partida, achando que no meio de mais de uma centena de blogo-gente que as visita, eu sou uma maravilha… ai gajas! Parem de fumar essas merdas… já vos disse que isso misturado com as bejecas dá mau resultado…!

Por fim o Luís achou que também me devia nomear… e pronto! arrefinfou-me com mais este selo!

Como às 3 é de vez, e o número 3 é um dos meus preferidos, …lá terei de dar seguimento a esta coisa… até porque o prazo termina a 7/7/07 (isto era um óptimo dia para um jantar do Jet7).



E os meus nomeados são:

Alquimista
Fallen - Anjo Guerreiro-Anjo Caído
For You - Again and Again For You and Me
Francisco - Diário de Um Homem Sentimental
Garfanho - Garfiar
Rafeiro Perfumado
Simplesmente Maria

Mais haveria para nomear, mas estes foram aqueles que neste momento mais me têm deliciado, ou que ao longo dos tempos sempre o têm feito… agora façam como melhor entenderem, nomeiem ou não, mas desta já não se safaram!

Sei Lá!


Regulamento:
1. Podem participar na votação todos os bloggers que mantenham blogues activos há mais de um mês [os outros esperem por outra ideia brilhante que alguém irá ter].
2. Cada blogger deverá referenciar sete nomes de blogs. A cada menção corresponde um 1 voto.
3. Cada blogger só poderá votar uma vez, deverá publicar as suas menções no seu blog, enviando-as posteriormente para o seguinte e-mail: 7.maravilhas.blogoesfera@gmail.com. No e-mail, para além da escolha, deverão indicar o link para o post onde efectuaram as nomeações.A data limite para a publicação e envio das votações é dia: 01/07/2007.
4. De forma a reduzir alguns constrangimentos [e desplantes], e evitar algumas cortesias desnecessárias, também são considerados votos nulos - Os votos dos blogger(s) em si próprio(s) ou no(s) blogue(s) em que participa(m); - Os votos no blog O sentido das Coisas http://osentidodascoisas.blogspot.com/.
No dia 7.7.2007 serão anunciados os vencedores e disponibilizadas todas as votações.

quinta-feira, 28 de junho de 2007

quarta-feira, 27 de junho de 2007

Como se escreve RABO no telemóvel?



Como alguns sabem, os sms passaram a fazer parte do meu dia-a-dia (os sms e os sorrisinhos parvos), por isso tento ficar a par de algumas siglas e símbolos mais usuais para economizar espaço e tempo a escrever as mensagens.


Recentemente descobri estes.
Simplesmente... genial.


Os rabos em escrita desinteligente!


(__!__) rabo perfeito.

!__!__! rabo quadrado.

(::!::) rabo com celulite.

(__@__) rabo de quem fez sexo anal-virtual.

(__$__) rabo de prostituta de luxo.

(__*__) rabo de quem está com frio.

(__.__) rabo de quem está com muito medo.

(__?__) rabo de quem não sabe o que vem pela frente ou melhor, por trás.

( _o__) rabo pouco usado.

(__O__) rabo bastante usado.

(__+__) rabo de crente.

(_____________0____________) rabo da Margarida Martins.

(__8__) rabo de quem fez sexo anal com dupla penetração recente.

(__!.!__) rabo com nádegas afastadas para exame da próstata.

(__!o!__) rabo com nádegas afastadas após exame da próstata.

(__!O!__) rabo com nádegas afastadas após endoscopia.

(__;__) rabo com falha de limpeza após uso.

(__-__) rabo de japonesa.

(__V__) rabo de biquini.

(__Y__) rabo de fio dental.

(((__)(__))) rabo mole.

(__x__) rabo de esposa.


Sei Lá!

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Tomates Pensantes… ou Pensamentos com Tomates

Como já vos tinha dito, abriu a época das nomeações… antes essa que a da caça…

A Ci não me dá tréguas… e atribuiu-me 2 prémios:

A 2ª nomeação para Blog com Tomates e o Blog Thinking Award

Agora que eu já tinha interiorizado que era uma mulher com tomates, vejo-me nomeada por provocar pensamentos… lógico que isto me causou, imediatamente, uma série de inquietações:

Será que os meus tomates são pensantes, ou que penso com tomates?
Será que quem me lê vê os meus tomates, ou, simplesmente, fica a pensar neles?
Será que provoco pensamentos vermelhos, ou isto é uma mera tomatada?

Abano a cabeça a cada inquietação, tentando afastar estes pensamentos, mas vem-me imediatamente à ideia os tomates a ficarem esborrachados com tanta abanadela… agora vou ficar a pensar em tomates esborrachados… que ga(i)ta!

Obviamente que estes prémios têm a componente redistribuição incluída… valha-me ao menos isso, que assim sempre posso pôr alguns às voltas com estes pensamentos e com uns tomates, mais ou menos esborrachados…


Ora, para blogs com tomates, os meus nomeados são:
(venham de lá os rufos de tambor)

Brutal
Mafarrico e Belzebu
Mulinha
Mulheka
White Fox


Consultem o regulamento aqui

Depois, como se não bastasse já, vem ainda o Blog Thinking Award.


Alguém me consegue explicar em que é que vos faço pensar… ou isto foi apenas uma ideia mirabolante da Ci…?

Caramba! Eu sou apenas uma Gata! Uma gata com umas tonteiras na cabeça… que de quando em vez despeja aqui uns pensamentos profundos… cóf.cóf.cóf… e que outras vezes partilha convosco uns sonhos e devaneios, umas histórias inventadas ou sonhadas, uns episódios mais ou menos interessantes (?) que vou vivendo… mas daí a fazer-vos pensar… só se pensarem mesmo – O que é que esta gata anda para aqui a fazer?

Realmente, há por essa blogosfera muitos blogs que me fazem pensar, alguns deles fazem-me mesmo sentir insignificante, egoísta, solidária ou simplesmente feliz… é a esses que tentarei agora fazer chegar este prémio que tão imerecidamente recebi.

E os meus nomeados para a categoria de Blog Thinking Award, são:

Foryou - porque me faz pensar que a vida está cheia de coisas boas e outras nem tanto, e que temos de aproveitá-la da forma mais proveitosa, pois é isso que de cá levamos

LB - porque desde sempre me cativou pela sua capacidade de olhar o que o rodeia e de falar sobre as coisas, de uma forma muito própria, com olhos de quem vê

Libertynus - porque me faz pensar… huummm… em coisas boas, quentes ;-)

Marta - porque descreve emoções e vivências com a clareza de espírito típica de uma mulher, que sabe o que quer e o que faz

Shelyak - pela abordagem que dá aos temas de que fala, pela excelente selecção musical (que me faz pensar no seu bom gosto) e porque tal como eu é fã das Leis de Murphy J

Agora descalcem vocês a bota, que eu já estou de chinelos…


Sei Lá!

domingo, 24 de junho de 2007

Um blog, um livro, um jantar e uma promessa...



Lá estivemos ontem, naquele espaço de cafés, livros e conversas, no centro da FNAC do Colombo. Uns chegaram à horinha... outros foram chegando depois... mas isso agora não interessa nada...

A sala estava cheia... nem outra coisa seria de esperar... os olhares, que se cruzavam, faziam adivinhar a curiosidade de descobrir o nick por detrás de cada rosto real... alguns agrupavam-se já em pequenos núcleos de conhecidos, mas todos de uma forma geral estavamos atentos ao nosso Rafeiro e ao seu recém-nascido.

Ele portou-se muito bem, nem sequer levantou a pata em nenhum pé de mesa ou cadeira e apesar do enorme nervosismo, que se adivinhava pelo sorriso meio embaraçado e pela dificuldade em olhar a assistência, portou-se como um cachorro bem educado e aguentou que nem um herói, até ao fim.

Depois dos autógrafos, um grupinho foi ficando para trás na conversa... restavamos sete, que belo número dirão alguns (Lucky Seven)... decidimos ir patiscar (sim, sim, não refilem, foi mesmo patiscar e não petiscar).

Uma teimosa alentejana e o respectivo atirador de serviço, um sem asas e a sua arcanja, o miúdo da tasca, a de olhos doces para nós e a gata, que rico grupinho... fomos patiscando, pelo meio de muitas histórias, conversas, sorrisos, gargalhadas, protestos e garrafas de verde fresco...ah pois, que as gargantas secam...

Algumas emoções se foram manifestanto, alguns receios pairaram no ar... e nada melhor que uma promessa selada e firmada com um brinde para desvanecer certos fantasmas... daqui a um ano (23/06/2008) encontramo-nos os sete para um novo jantar!

O prometido é de vidro!

E a culpa é toda do Rafeiro!



Sei Lá!

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Prazeres...



O tempo parece estar a querer tomar o seu rumo natural, o sol que tem andado escondido apareceu finalmente, trazendo consigo aquele alento que tanta falta nos fazia...

Mas vagueando pelos blogs também encontrei algum "calorzinho", que decidi partilhar aqui. Não só pelo prazer de ler, mas também pelo prazer de sentir.

Porque alguém que se apelida de Anjo a Dormir (para anjo e ainda para mais a dormir, convenhamos, desperta bem os sentidos) publicou um verdadeiro Manual do Prazer no Feminino.

Porque alguém que se apelida de Lascivo o relatou, soberbamente, na primeira pessoa.

Porque alguém que quis manter-se Anónimo lhe respondeu de uma forma fantástica.

Porque alguém que Quer Desaparecer brincou com o tema de forma incomparável.

Deixo-vos hoje estes links para vosso prazer, porque eu já o senti, ao lê-los!


Sei Lá!

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Here With Me



I didn't hear you leave,
I wonder how am I still here and
I don't want to move a thing, it might change
my memory, oh I am what I am, I'll do what I want,
but I can't hide.

and I won't go, I won't sleep, I can't breathe,
until you're resting here with me,
and I won't leave,and I can't hide, I cannot be, until
you're resting here with me

I don't want to call my friends, they might wake me
from this dream, and I can't leave this bed, risk
forgetting all that's been

Oh I am what I am, I'll do what I want, but I can't hide,

and I won't go, I won't sleep,and I can't breathe, until
you're resting here with me
and I won't leave, and I can't hide, I cannot be,
until you're resting here with me.

Cupido...eu...???!

Estamos em época de desafios e de prémios... a ver se na 6ª feira não se esquecem de me atribuir o prémio maior do Euromilhões... que já estou à espera desde a 1ª edição do dito cujo... huummpfff !!!!!

Mas a Lyra lembrou-se de me pregar uma partida e de me atribuir o selo de Cupido... logo a mim, esta gata tonta que escreve para aqui umas patetices, que nem são nada doces... enfim, perdoem-lhe que ela devia ter bebido alguma coisa estragada nesse dia, hehehe

Aqui fica o respectivo selo.

Porque antes selo, que parecê-lo, hihi, e não venho cá corrigir, que o erro foi intencional!



E os contemplados com o selo, são.... (rufos de tambor, por favor)

Ladies first:

Arcanjo

Ci

Cris

Just me

Maria


And gentleman:

Alquimista

Angel (Fallen)

Fénix

Poeta aprendiz

Poeta vagabundo

Agora é a vossa vez de nomear...

Sei Lá!

terça-feira, 19 de junho de 2007

Batatas quentes... deja vu


Batatas quentes...
Pois... até aqui elas aparecem, as batatas quentes...

Agora foi a Ci, aquela marota!

Passaram-me esta, que consiste em enunciar 3 livros de referência na nossa vida e outros 3 que tenhamos em mãos, ou que tenhamos lido mais recentemente... aqui vai:

Livros referência:

A Boa Terra de Pearl S. Buck
(mais ainda que A Velha Árvore, este foi um livro que me marcou, pela intensidade, pela profundidade e pela revelação da capacidade de sofrimento das mulheres)

Uma Mão Cheia de Nada, Outra de Coisa Nenhuma de Irene Lisboa
(obra de pequenos contos, que devorei e continuo a invocar, vezes sem conta)

Sexus de Henry Miller
(lido de um fôlego só, num fim de semana, nem dormi, agarrou-me de tal forma que foi impossível largá-lo antes de chegar ao fim... não me lembro sequer de ter comido)

Em mãos:

O Fim da Aventura de Graham Greene
(a reler... pedaços soltos, sempre que me apetece)

A Filosofia na Alcova do Marquês de Sade
(a reler... redescobri-o no passado fim de semana e estou a bebê-lo a golinhos... hehehe)
...e por agora é só!

A quem vou eu passar esta batata quente?

Desculpem lá, mas:




Agora é a vossa vez...


Sei Lá!

sábado, 16 de junho de 2007

Eu era uma gata...



" Eu era uma gata, uma gata normal… de instintos simples, com jeitos rabinos, traquinas, sempre a brincar… mas algo me fez transformar... gradualmente, um instinto selvagem foi tomando lugar, crescendo, desenvolvendo-se dentro de mim, fazendo-me buscar a liberdade, sair do meu canto, partir à aventura, à descoberta.
Trepei aos telhados, saltei pelas rochas, subi às árvores… respirei, enfim, liberdade.
Mas a transformação era mais profunda… só a percebi quando me vi reflectida nas águas de um lago, de manhã ao acordar… o meu corpo transformara-se… a gata estava presa num corpo humano, num corpo de mulher, bonito, mas frágil, desprotegido… "





"Refugiei-me na segurança das árvores, escondi aquele corpo que não entendia, tentei proteger-me de… nem sei de quê, proteger-me, simplesmente.
Mas o instinto falou mais alto, urgia em mim um impulso pela caça...
sentia-o no ar, o odor que me fazia caçar, capturar… segui-o… deixei que a gata comandasse a busca, capturasse a presa, lhe atirasse a rede…
… mas a confusão voltou, não fora caça que caçara… mas outro corpo humano, mais forte, musculado, talhado com traços mais fortes… que enredara numa rede feita de instintos, de cheiros, de sons, de impulsos, atada com nós de carinho e de paixão"





"Que fazer agora? Caí em mim… que destino dar a esta presa, que capturei sem prender, prendendo-me nela, sem ver… que fazer agora, com uma presa que não posso comer, nem soltar, apenas presa por uns braços, num abraço, num enlace, numa doce rede…
De novo fugi, de novo os instintos me levavam a correr, a saltar rochedos, rasgando aquele corpo frágil, rasgando até… até à alma… até se soltar deste estranho corpo uma mistura de gotas, vermelhas e doces umas, cristalinas e salgadas outras… gotas que como gata lambi, bebendo-as, tratando as minhas próprias feridas"






“Abandonei-me por fim ao cansaço, aos soluços, ao esquecimento, ao sono…
…acordei devagar; de olhos ainda fechados senti… senti o odor que me fizera caçar antes, doce, penetrante, entrando-me pelas narinas, invadindo-me… senti uma mão que me acariciava o cabelo, a cabeça, como eu, gata, sempre gostara de sentir… senti na pele o toque de outra pele… reconhecia o toque, reconhecia o calor… estremeci… ouvi uma voz rouca que me dizia: Solta-te gata!




O instinto foi mais forte, a felina acordou e o fogo do vulcão envolveu-me… envolveu-nos, ardendo em nós, vindo de dentro… a força do desejo imperou, soltando a sua força em toda a magnitude…
Por fim entendi o poder daquele corpo frágil com alma de felina.”



Sei Lá!



Este foi um desafio do Fénix, mas este é daqueles que vale a pena, podes mandar sempre!


Desafio quem tiver espírito para lhe dar continuidade, basta usar as imagens e as palavras a roxo, como mote de inspiração.


Desafio... grrrrrrr


Desafiada pelo Falcão Peregrino (ideia peregrina a tua rapaz!) para me definir com um conjunto de Eus, logo eu que gosto tão pouco de falar de mim na 1ª pessoa... enfim, estás perdoado porque não me conheces bem, mas da próxima depeno-te as asas.... grrrrrr... aqui vai:

Eu quero: responder a isto, de forma honesta e sucinta… mas não me chateiem muito….
Eu tenho: falta de pachorra para desafios que não puxam pela imaginação!
Eu acho: que quem concebeu este, era perfeitamente egocêntrico… tinha mesmo de começar todas as frases por Eu?
Eu odeio: hipocrisia
Eu sinto saudades: de alguns dias, ou noites, bem passados
Eu escuto: Heaven, by State of Art (neste preciso momento)
Eu cheiro: um chá de ervas, ligeiramente agre, que estou a tomar
Eu imploro: para ter paciência e chegar até ao fim, sem dizer nenhuma asneira das grandes…
Eu procuro: estar bem comigo própria
Eu arrependo-me: de ter este feitio e aceitar todos os desafios, por respeito a quem mos passa, porque já passou por eles.
Eu amo: muito, sempre
Eu sinto dor: quando penso em certas coisas, em alguns acontecimentos, em coisas que fiz, ou não fiz…
Eu sinto falta: de um prémio grande do Euromilhões… serve?
Eu importo-me: com mais coisas do que devia.
Eu sempre: digo: nunca digas nunca!
Eu não fico: chateada com quem me passa estes desafios, mas lá que são chatos, são!
Eu acredito: que estou a ser honesta, aliás, tento ser sempre.
Eu danço: mal, desajeitadamente e sei lá o quê mais… o que vale é que já raramente o faço.
Eu canto: Nunca… bem, nunca digas nunca… quando estou assim bem embrenhada numa música que gosto, sou capaz de murmurar baixinho, muito baixinho…
Eu choro: sempre que me emociono, ou que algo me magoa
Eu falho: muitas vezes, muitas mais do que gostaria de admitir
Eu luto: por manter a minha integridade e sanidade mental, neste mundo de loucos
Eu escrevo: umas palermices que me vêm à ideia, de vez em quando
Eu ganho: mal! Como a grande maioria dos portugueses.
Eu perco: a paciência se me fazem mais algum desafio deste género, ou dos 7, ou coisa assim… para esses peditórios já dei!
Eu nunca: mais vejo o fim disto…
Eu confundo-me: com algumas perguntas… não, não sou loira… apenas não percebo com que intuito as fazem…
Eu estou: a ficar cansada de tanto Eu! Irra! Ao menos um Nós!
Eu sou: uma gata preta, a ficar com o pêlo em pé de tanta questão…!
Eu fico feliz: quando isto terminar… como vêem, com muito pouco…!
Eu tenho esperança: que ninguém se atreva a fazer-me outro desafio deste género… grrrrrr
Eu preciso: de dormir mais, de ir de férias, de mais dinheiro…
Eu deveria: ter declinado este desafio… mas este meu feitiozinho não me deixa!

Sabem que mais? Não desafio ninguém, era castigo demasiado grande… e ainda era apedrejada em praça pública… apre!
Se alguém estiver interessado, que avance!


Sei Lá!

terça-feira, 5 de junho de 2007

Vou de férias...



Volto lá para meio do mês...




Sei Lá!

sábado, 2 de junho de 2007

sexta-feira, 1 de junho de 2007